Como é morar em Setor Central

Goiânia, Goiás

Imóveis no bairro

Morar em Setor Central

O Setor Central é o bairro que deu origem à cidade de Goiânia. Localizado na divisa com os bairros Setor Aeroporto, Setor Oeste, Setor Sul e Setor Universitário, a região é o berço da civilização goianiense e conta com diversas edificações no estilo Art Dèco, sendo o local com maior acervo deste estilo arquitetônico no Brasil.

Cercado de muita história e pontos icônicos da capital, o Setor Central se divide entre área residencial e comercial, com excelente infraestrutura para quem deseja morar bem e pertinho de tudo. 

O advogado Mateus é apaixonado pelo centro e decidiu se mudar para o bairro no ano de 2019. “É incrível morar em um bairro que carrega tanta história e que muito influenciou no  desenvolvimento da capital. Morando aqui me sinto parte da história de Goiânia”

Quanto custa morar em Setor Central?

O valor médio do aluguel em Setor Central é de R$ 2 mil.

Por ser um bairro popular, o custo de vida no Setor Central é moderado, o que pode ser um fator positivo para quem escolhe o local, já que a região é completa no quesito comércio e serviços, o que impacta diretamente na qualidade de vida de seus moradores.

R$ 2 milÉ o valor médio para alugar

Valores nessa região variam entre: R$ 800 a R$ 5.000

Menor preço de apartamento para alugar em Setor Central

Segurança

No Setor Central você encontra diversas delegacias de polícia, a exemplo do 1º Distrito Policial de Goiânia e da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher. 

O que dizem moradores de Setor Central

Conheça as características do bairro Setor Central, segundo 3 moradores de lá

Sem risco de alagamento
100%
Ruas bem iluminadas
67%
Bom para pets
67%
Bom para exercícios físicos
67%

Gabriel

o centro é muito bom, tudo muito perto o que é ruim é que é um pouco perigoso e nunca tem estacionamento

Curtir

1 de 1 depoimentos

Serviços em Setor Central

Por ser o cerne da cidade de Goiânia, o Setor Central concentra grande rede comercial e de serviços, sendo possível encontrar com facilidade diversos supermercados, hipermercados, empórios, farmácias, mercados populares, agências bancárias, panificadoras, coffee shops, clínicas veterinárias, pet shops, rede hoteleira, oficinas mecânicas, lojas de roupas, lojas de calçados, lojas de eletrodomésticos e utilidades, dentre outros estabelecimentos. 

Ainda, no Setor Central é possível encontrar diversos estabelecimentos na área da saúde, com clínicas e hospitais, a exemplo do Centro Médico Núcleo, do Hospital São Lucas e do Hospital dos Acidentados.   

O destaque do bairro fica por conta dos mercados populares, sendo um na Rua 74, onde o prédio histórico conta com bares, restaurantes e feira livre durante o dia, e o outro, hoje principal, na Rua 3, onde é possível encontrar, para além do típico empadão goiano, diversas lojas de produtos naturais, frutas, hortaliças e castanhas sempre frescas, além de souvenirs, tabacarias e lojas especializadas em sapatos, bolsas e acessórios de couro.

Transporte e mobilidade em Setor Central

O Setor Central possui em sua extensão algumas das vias mais importantes da cidade, uma vez que o bairro representa a gênese de Goiânia e, por isso, abriga as primeiras ruas e avenidas da capital.  

As avenidas Goiás, Tocantins e Araguaia formam uma estrutura triangular em formato de colunas, dispostas paralelamente, todas com início na Praça Cívica, local em que foi enterrada a pedra fundamental da cidade, cujo sustentáculo se percebe pelo arco formado pela Avenida Paranaíba, ao final das três avenidas, que representam o cerne do bairro. 

Nas citadas avenidas, juntamente com a Rua 82, mais conhecida como “Praça Cívica”, já que é a via que circunda a grande praça central do bairro, são responsáveis por abrigar diversos pontos comerciais relevantes do centro, além das principais paradas de ônibus da região, para quem utiliza o transporte coletivo. 

Ainda, outra via de grande importância para o centro e para a cidade, é a Avenida Anhanguera, responsável por interligar os cantos leste e oeste da capital, em cuja avenida transita o “Eixo Anhanguera”, linha de transporte coletivo que transpõe a cidade com seus conhecidos ônibus “sanfona”.  

Educação em Setor Central

O Setor Central concentra diversas instituições de ensino, desde as que recebem bebês, como o Centro Municipal de Educação Infantil - CMEI Oito de Março, localizado na Praça Cívica, até colégios de ensino fundamental e médio, a exemplo do Colégio IPÊ, do tradicional Colégio Santo Agostinho, além de uma unidade do preparatório pré-vestibular Colégio Prevest. 

Ainda, o bairro abriga o Lyceu de Goiânia, instituição pública histórica, que abrange um quarteirão inteiro com sua construção estilo Art Dèco entre as Ruas 21 e 15.

Pontos de interesse próximos a imóveis disponíveis no bairro Setor Central

Estilo de vida em Setor Central

O Setor Central é um local que conta com riqueza cultural incalculável. Desde seus teatros, pontos turísticos até restaurantes e bares tipicamente goianienses, o bairro é um oásis para quem quer se divertir em meio a história da cidade.

Para quem ama uma refeição caseira, com cara de “comida de Vó”, o “Restaurante Popular” é parada obrigatória. Já para quem curte pratos mais sofisticados, o “Guayá Comedoria” não deixa a desejar. E por fim, para os amantes de massas, o tradicional restaurante “Bologna”, no subsolo ao lado do Mercado da Rua 3 garante uma viagem no tempo com sabores incríveis, já que o local mantém sua estrutura original bem conservada.  

Já para quem curte um barzinho, a Rua 8 tem se tornado um refúgio para os amantes do centro, já que os bares Zé Latinha e Libertè estão cada dia mais cheios! Sem contar o Mercado da Rua 74 com seus diversos bares, a exemplo do famoso “Jajá Drinks” e atrações musicais todas as noites.

E falando em entretenimento, na Rua 8 também está localizado o último cinema de rua da cidade, o Cine Ritz, icônico ponto do centro, além dos diversos pontos culturais que merecem destaque, a começar pelo Centro de Cultura e Convenções de Goiânia, que conta com espaço para feiras e eventos, mini auditórios e o imponente Teatro Rio Vermelho. 

E por falar nisso, teatro é o que não falta no Setor Central, já que o bairro ainda conta com o Teatro Madre Esperança Garrido, o Teatro Goiânia Ouro (localizado no centro cultural de mesmo nome) e o Teatro Goiânia, primeiro teatro da capital. 

Os museus e centros culturais também estão com tudo no setor central! O bairro conta com o Museu Zoroastro Artiaga e o Museu da Imagem e Som (MIS), ambos localizados na praça cívica, além do Centro Cultural Octo Marques, da Galeria Cerrado, do Museu Pedro Ludovico Teixeira e do Centro Cultural Cora Coralina. 

Ainda, o bairro abriga o Parque de Diversões Mutirama, criado em 1960, com capacidade para receber até 10 mil pessoas por dia, local que também abriga o Planetário da Universidade Federal de Goiás. 

Natureza em Setor Central

O Setor Central, por ser o marco inicial da cidade, conta com ruas largas e arborizadas, além de imponentes parques e praças públicas, a começar pela própria Praça Pedro Ludovico Teixeira, conhecida como “Praça Cívica”, que conta com extensa área aberta ao público, onde estão localizados museus e prédios administrativos, além da residência oficial do governador do estado, o Palácio das Esmeraldas. 

Um dos principais parques da região é Bosque dos Buritis, cuja extensão abrange também o bairro vizinho Setor Oeste, sendo um dos principais cartões postais da cidade, contando com 141.500 metros quadrados, cercado por árvores, lagos, e plantas rasteiras, além de três lagoas artificiais abastecidas pelo córrego Buriti e por vários canais subterrâneos.

Outra área verde da região é o Parque Botafogo, que conta com área de 172.033 metros quadrados e foi projetado inicialmente para ser um “cinturão verde” da cidade de Goiânia, mas sua ideia original não foi levada adiante, já que a cidade se expandiu para muito além do parque, o que o fez se tornar uma importante área verde da região central.

História de Setor Central

O Setor Central é a própria história de Goiânia! Projetado pelo arquiteto Atílio Correia e Lima, em 1933, o bairro foi o ponto inicial do desenvolvimento da cidade e conta com acervo riquíssimo em construções do estilo Art Dèco, tendo diversos edifícios tombados como patrimônio histórico cultural.

O bairro foi projetado para ser o cerne administrativo e político da nova capital, tanto é que abriga, até hoje, o “Centro Administrativo de Goiânia” e a residência oficial do governador do estado, o “Palácio das Esmeraldas”, localizados na Praça Cívica. 

A ideia do fundador da cidade, Pedro Ludovico Teixeira, era que o bairro tivesse longas e imponentes avenidas, buscando atribuir um ar moderno à nova capital, na tentativa de desvincular a ideia de “pequena cidade”, já que a antiga capital do estado era a pacata Cidade de Goiás.  

O estilo Art Decò utilizado pelo arquiteto Atílio foi inspirado em suas vivências na cidade de Paris, local em que se formou doutor em Urbanismo, e para além do estilo francês, a organicidade das ruas e avenidas teve como inspiração cidades norte-americanas como Washington e Chicago.  

Hoje o Setor Central carrega a história da cidade, a qual, infelizmente, muitas vezes não é valorizada, tampouco conhecida pelos próprios moradores do bairro. 

O QuintoAndar tem o que você precisa

Para se mudar sem burocracia só tem um jeito, ser com o QuintoAndar.

Para quem quer alugar

Alugue os melhores imóveis de forma rápida, sem fiador e sem burocracia

Para quem quer anunciar

Não deixe seu imóvel parado. Feche negócio sem burocracias.

Indique imóveis e ganhe dinheiro

Você ganha R$100 por imóvel publicado e pode ganhar 10% do valor do aluguel caso o imóvel seja alugado

Indicar imóveis

Morar em Setor Central

Morar em Setor Central

Morar em Setor Central

Morar em Setor Central